gestação & parto

A PERGUNTA QUE NÃO CALA: PARTO NORMAL DÓI?

janeiro 24, 2016

Está ai uma pergunta que nunca vai ser respondida por nenhuma mulher, nem mesmo as que já pariram, pelo simples fato de que dor e nível de dor são coisas pessoais. Só cada mulher sabe o quanto e como a dor vai afetá-la por isso, é difícil tentar supor como será a sua dor pelo relato de dor da outra. Não tem muito a ver apenas com resistência a dor, parto não é uma prova ou uma disputa de quem resiste mais, parto tem mais a ver com entrega e sentimento de segurança. Ao longo do texto você irá entender melhor toda esta história!
O parto começa muito antes das contrações e todo aquele turbilhão de harmônios que culminam no nascimento do bebê, o parto começa quando você entende que estudo é totalmente importante para escolhas conscientes. Estudar é a parte mais importante do enxoval do bebê, já que você pode abrir mão de todos os luxos (bebês precisam de mamá, fraldas e colo de mãe essencialmente) mas não pode abrir mão de conhecer tudo aquilo que é e o que não é necessário para o momento da chegada do bebê. Quando uma parturiente está bem informada de tudo que está acontecendo e todos os procedimentos que serão ou poderão ser feitos é natural que as coisas fluam com mais facilidade, afinal, este momento já é desconhecido e se juntarmos à ele a ignorância à respeito do processo  o medo pode aumentar. Nós somos animais e como qualquer animal, com medo ou desconfortáveis nós não conseguimos nos entregar ao natural, assim como qualquer fêmea precisamos de paz, tranquilidade para que nosso corpo trabalhe e voltamos a informação ser essencial afinal, ninguém vai se sentir segura sem ter o mínimo de ideia do que está ou pode acontecer.
É importante dizer que NÃO DÁ PARA PREVER TODOS OS PASSOS DO SEU PARTO, a informação a qual me refiro é quanto ao que TEORICAMENTE vai acontecer porque o roteiro mesmo a gente só descobre na hora 'P'. É importante estarmos cientes por exemplo de que é LEI que as parturientes tenham um acompanhante de SUA LIVRE escolha durante o pré-parto, parto e pós-parto imediato, 24 horas durante todo o período de internação, isto é lei, não é bondade do hospital e é fundamental para que a parturiente fique mais tranquila passando pelo momento da dor com mais serenidade.

LEI Nº 11.108, DE 7 DE ABRIL DE 2005

O VICE–PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no exercício do cargo de PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:
        Art. 1o O Título II "Do Sistema Único de Saúde" da Lei no 8.080, de 19 de setembro de 1990, passa a vigorar acrescido do seguinte Capítulo VII "Do Subsistema de Acompanhamento durante o trabalho de parto, parto e pós-parto imediato", e dos arts. 19-J e 19-L:
CAPÍTULO VII
DO SUBSISTEMA DE ACOMPANHAMENTO DURANTE O
TRABALHO DE PARTO, PARTO E PÓS-PARTO IMEDIATO
Art. 19-J. Os serviços de saúde do Sistema Único de Saúde - SUS, da rede própria ou conveniada, ficam obrigados a permitir a presença, junto à parturiente, de 1 (um) acompanhante durante todo o período de trabalho de parto, parto e pós-parto imediato.
§ 1o O acompanhante de que trata o caput deste artigo será indicado pela parturiente.
§ 2o As ações destinadas a viabilizar o pleno exercício dos direitos de que trata este artigo constarão do regulamento da lei, a ser elaborado pelo órgão competente do Poder Executivo.
Art. 19-L. (VETADO) 
        Art. 2o Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
        Brasília, 7 de abril de 2005; 184o da Independência e 117o da República.
JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVALuiz Paulo Teles Ferreira BarretoHumberto Sérgio Costa Lima

Contração dói? Dói, mas passa! A contração não dói o tempo todo do trabalho de parto como mostram nas novelas, existem trabalhos de parto algumas mulheres conseguem até dormir entre uma e outra, tudo vai depender do nível de relaxamento da parturiente. A dor vem, dóooooi e passa. Se eu puder dar um conselho é SE MOVIMENTE durante as contrações, porque para o meu corpo doía muito mais se eu estivesse deitada ou quietinha. No meu caso, funcionou a dica de andar, me movimentar e chuveiro, MUITO CHUVEIRO. Lembro que no meu trabalho de parto eu brinquei com as enfermeiras que sairia do chuveiro branca de tanto ficar debaixo d'água, a água quente na lombar assim como massagens podem ajudar E MUITO no alívio da dor. E é alívio mesmo, principalmente tendo consciência de que a dor vem e vai!
Acompanhante faz diferença? Toda a diferença do mundo! É importante ter do seu lado alguém que lhe lembre o quanto você é poderosa, o quanto você estudou e se empoderou para àquele momento, às vezes a gente esquece porque a partolândia é bem louca! Existem também às doulas (doula não substitui acompanhante e vice-versa - doula não é acompanhante) que são mulheres com formação e preparação para estarem do seu lado, oferecendo conforto físico, emocional, principalmente te lembrando que tudo àquilo é um processo natural e que você vai chegar ao final dele com sucesso.
É importante (sempre que possível) escolher uma equipe ou hospital que vão lhe apoiar e não te desencorajar de um parto natural / normal porque quem faz o parto É A MULHER mas a equipe pode sim prejudicar ou ajudar muito neste processo. E falo isto totalmente ciente de que algumas de nós não tem o mínimo poder de escolha, então vamos investir nos itens anteriores!
Então, no final das contas, parto normal/natural dói?
Dói mas depende muito de você também se esta será uma dor boa ou ruim. Dor é geralmente associado à acontecimentos trágicos ou malditos e no parto, a dor é boa, o desfecho é um filho que na maior parte das situações é um presente esperado e desejado. A dor do parto é até gostosa quando você entende da fisiologia do seu corpo, como as coisas funcionam e principalmente cada contração é uma onda a menos para a chegada do bebê! Estar entregue, se sentir segura, ter companhia (e se possível uma doula), se sentir dona do processo faz toda a diferença e torna aquela história de "sensação de dor" que eu expliquei no começo do texto ser muito melhor e o trabalho de parto ser algo mais suave. Informação é um excelente analgésico/anestésico no parto! 
É sempre muito bom  ter vocês por aqui, voltem sempre ao blog. Abraço e até o próximo post.

Você também pode gostar disso

0 comentários

Deixe aqui seu comentário, dica ou feedback!

FACEBOOK

RECEBA AS NOVIDADES POR E-MAIL