Ativismo Digital

A CONSTRUÇÃO DA AUTOESTIMA DAS MENINAS NEGRAS - PARTE II

março 01, 2016

Foto: Carolina Castro
Nós nunca vamos ter uma sociedade de mulheres fortes se não educarmos a base, as nossas meninas mulheres negras! Existe um provérbio africano que diz: "É preciso uma aldeia inteira para educar uma criança” e isto realmente faz muito sentido quando pensamos especialmente nas nossas meninas. Estamos vivendo um período em que meninas negras tem grandes mulheres negras para se espelhar tanto esteticamente quanto moralmente, mas não significa que por isso devemos esquecer o papel de cada uma educação de todas as nossas meninas.
O Brasil é um país machista, misógino que mata mulheres só pelo fato de serem mulheres e um país racista que mata pessoas negras só pelo fato de serem negras então, qual o destino de nossas meninas se não forem fortes e tiverem conhecimento suficiente para superar o desafio de nascer no Brasil? 
O Mapa da Violência 2015 demonstrou o que nós já sentimos na pele à séculos: as mulheres negras morrem mais e a cada ano em maior número enquanto que mulheres brancas morrem menos e a cada ano a porcentagem de mulheres brancas mortas diminui! Mas vamos pensar, o machismo mata, o racismo mata, logo estas estatísticas fazem "todo sentido" não é mesmo? Segundo o relatório "o número de homicídios de brancas cai de 1.747 vítimas, em 2003, para 1.576, em 2013. Isso representa uma queda de 9,8% no total de homicídios do período. Já os homicídios de negras aumentam 54,2% no mesmo período, passando de 1.864 para 2.875 vítimas." 

Como parar isso?
Foto: Carolina Castro
Obviamente nós não somos as culpadas por isso e teoricamente não é nossa obrigação fazer com que parem de nos matar, mas sabemos bem que se não formos nós por nós (mulheres negras) ninguém mais será então é nossa obrigação lutar por todas nós. A importância de construir a autoestima das jovens mulheres negras também está ligada a nos fortalecer enquanto grupo e, quem sabe, isto não seja uma porta para reduzirmos a nossa vulnerabilidade a relacionamentos amorosos ou profissionais que sejam abusivos? 
Quando falamos de autoestima estamos não estamos falando somente e diretamente de aparência física ok? É possível destruir e desmotivar uma pessoa negra de várias formas como por exemplo, reforçando esteriótipos de comportamento.

As meninas negras crescem ouvindo além de todas as notas do machismo, as notas cruéis do racismo, desmerecendo nossos traços, nossos atos com base em esteriótipos racistas e por muitas vezes inclusive delimitando a altura dos sonhos de meninas negras com base em conceitos da época da escravidão. Quando criamos uma mulher acuada e com medo de ser quem é facilmente a sociedade pode torná-la novamente escrava, mas desta vez de conceitos que podem ser tão poderosos quanto correntes. Alimentar a autoestima de meninas negras encorajando-as a serem lindas e poderosas da forma que são, pode ajudar a quebrar um ciclo de marginalidade ao qual a mulher negra vem sendo obrigada a participar por anos. Que as nossas meninas possam crescer sabendo que serem mulheres e serem negras em absolutamente nada as diminui ou as prejudica muito pelo contrário, elas podem ser grandes mulheres, lindas, com profissões incríveis e que por mais que ainda seja difícil jamais será impossível para nós esta conquista.
Que tal, quando encontrar uma criança negra na rua, ou entre os seus familiares utilizar de cinco minutos do seu tempo junto com ela para dizer que ela é linda, inteligente, capaz de conquistar todos os seus sonhos e objetivos. Que ela é forte, guerreira e que descende de reis e rainhas, por este motivo o único destino que ela terá na vida é vencer, seja qual for a área que escolher trilhar! Pronto, você já plantou uma sementinha boa e incrível no coração desta menina. Lembrem-se sempre, é responsabilidade de toda uma aldeia educar uma criança, logo é responsabilidade de cada uma de nós que todas as mulheres negras cresçam empoderadas e com o poder de lutar cada dia mais por tempos melhores.

Você também pode gostar disso

0 comentários

Deixe aqui seu comentário, dica ou feedback!

FACEBOOK

RECEBA AS NOVIDADES POR E-MAIL