Ativismo Digital

REPRESENTATIVIDADE: PORQUE NÓS PRECISAMOS INSISTIR NO ÓBVIO?

outubro 07, 2015


Oi povo preto leitor mais lindo deste Brasil, tudo bem com vocês? Hoje vamos falar de um assunto que vivemos batendo na tecla e ainda assim é preciso continuar repetindo (infelizmente): REPRESENTATIVIDADE IMPORTA!
Acontecimentos recentes me levaram a antecipar o assunto e a lembrar que tenho que escrever sobre ele pelo menos uma vez por semana, para ver se assim a coisa fica escura para o pessoal racista. Quando eu era criança e ligava a tevê eu às vezes me sentia na Europa, não péra, eu ainda me sinto. E vou continuar a me sentir todas as vezes que acontecer o que aconteceu nos últimos dias, nós negros abrimos a revista, ligamos a tevê vemos outdoors, placas, banners, folhetos e absolutamente TUDO ou a MAIORIA ESMAGADORA desta publicidade é branca! Já tocamos no assunto da cultura do branqueamento/embranquecimento Brasileiro, inclusive é um dos posts mais lidos aqui do blog caso você queira entender melhor o que será dito dê uma lida neste link e fica evidente que esta estratégia vem se perpetuando, foi criado um padrão "branco" a ser seguido e é este padrão que vemos representado na mídia brasileira, que nós negros reivindicamos tanto que seja mudado. Existe a campanha "Não me Vejo, Não compro" mas eu acho melhor eu começar a exigir me ver, porque daqui a pouco, não sobra nenhuma loja para eu comprar! 

Abaixo, as capas de algumas revistas nacionais para este mês de outubro. A única pessoa negra é a Juliana Paes que NÃO É LIDA COMO NEGRA pela maioria dos brasileiros, então... 


No dia das mães eu fiz um post reclamando DO MESMO ASSUNTO, quantas mães negras foram representadas na TV? Nos Jornais? Aquela sensação de que nós não existimos é inevitável. E eu gostaria de convidar a turma do "deixa disso" geralmente branca, a passar uma semana sentindo-se um "estranho no ninho", pois bem esta é a minha vida meus caros! 
Em 2015 nós vimos pela primeira vez na tevê brasileira, dois negros dividindo (SEM NENHUM BRANCO PROTAGONIZANDO) a apresentação do tradicionalíssimo Jornal Nacional e isso levou 46 ANOS PARA ACONTECER, quase meio século meus caros para que a capacidade jornalistica do negro fosse colocada na bancada do famoso JN!
No Brasil é mais fácil acharmos casos em que as mulheres negras e os homens negros não são lembrados do que o contrário e aí quando ele finalmente aparece temos uma fila imensa de pessoas não negras para usá-lo como justificativa para todo o resto do apagamento, quem nunca ouviu "ah, mas e a Taís Araújo?..." ou "E o ministro Joaquim Barbosa?". Nós somos 52% da população deste país e as pessoas querem se convencer de que é perfeitamente normal nós termos tido EM TODOS ESTES ANOS DE HISTÓRIA um único ministro negro presidente do Supremo Tribunal Federal do Brasil?

Quando falamos de representatividade, não vale o reforço de esteriótipos ok? Recentemente a Polícia de São Paulo distribuiu uma cartilha onde tinham sim muitos negros e TODOS no papel de CRIMINOSOS, isto mesmo! Achou "caso isolado"? Isso já havia acontecido no ano de 2011 em Brasília e aposto que se eu jogar no Google acho mais mil casos! Então estamos de acordo que este tipo de representatividade não vale ok? Em abril deste ano a talentosíssima Lucy Ramos recusou o papel de uma moradora de favela na novela "Babilônia" para viver a psicóloga que interpreta hoje na novela "I♥Paraisópolis", Lucy disse: "Não gosto de entrar nesse mérito, essa coisa do negro, do racismo, é muito complicada. O bom dessa história é fazer algo diferente e encaro isso como um avanço do mercado para nós. Um negro pode, sim, interpretar uma psicóloga." Quantas vezes nós vemos um negro fora de um papel estereotipado na tevê? E eu repito, isto é sim importante para o povo negro, estamos estafados de ligar a tevê e ver o mesmo de sempre: "preto, pobre, bandido, "favelado", violento..." e todo o pacote de "coisas que não prestam" ligados a nossa raça. 
Queremos representatividade e é importante explicar que isto é diferente de "cumprir cotas" ok? Não preciso citar a última novela das onze "Verdades Secretas" para que vocês entendam o que eu estou explicando não é? O negro tem que estar em todos os espaços simplesmente porque existimos e exigimos isto.
O povo negro, precisa se sentir integrante deste país que até hoje tem feito total questão de transformar o Brasil num "pedacinho da Europa" fora da Europa!
O assunto é longo e necessário, falaremos disto outras vezes neste blog e EM TODOS OS ESPAÇOS QUE O NEGRO CONSIDERAR pertinente ok?
Fomos ensinados que nesta sociedade questionar significa vitimizar-se, é preciso perder esse pensamento porque se não formos nós negros a lutar por espaços dignos na sociedade, não espere que que os não-negros façam isso por nós, tudo bem?

Abraços e até o próximo post!

Você também pode gostar disso

0 comentários

Deixe aqui seu comentário, dica ou feedback!

FACEBOOK

RECEBA AS NOVIDADES POR E-MAIL