Notícias

O QUE LUTHER KING, MANDELA E LULA NÃO TEM EM COMUM

abril 07, 2018

De um lado um grande líder identitário e ativista antirracista, do outro lado, o Ex-Presidente Lula
Tenho me assustado com algumas manifestações em favor do ex-presidente, Lula, aqui nas redes sociais. Explico o porquê.

Antes de qualquer coisa, precisamos reconhecer que estamos falando de um ex-presidente, chefe maior do estado brasileiro, homem que representou e representa muito para o país, reconhecido e respeitado internacionalmente (inclusive por mais países e líderes do que o homem que atualmente figura como presidente brasileiro, Michel Temer). Não podemos perder de vista isto e entender que, independentemente partido, é preciso tratar com respeito a figura pública de um ex-chefe de estado.
Não falo aqui de "respeito cristão", "não pode ofender o coleguinha", também não pode, claro! Mas, falo aqui de respeitar juridicamente, dentro daquilo que se determina para a figura do chefe de estado. 

Violações de direito num estado democrático já acontecem com as pessoas negras desde que fomos sequestrados para cá, fato, o que não podemos perder de vista é que, reconhecer isto não minimiza o fato de que podemos e devemos questionar e nos preocupar agora com o tratamento jurídico que vem sendo dado ao ex-presidente. Ao que foi dado à Ex-Presidenta Dilma. 
Estão passando por cima de leis, estão tomando atitudes inconstitucionais, só pela polarização política que se tornou esse país.

Defender a democracia virou "coisa de petista".
Gente, Lula está longe de ter desenvolvido um governo 100% socialista, mas muito longe mesmo, viu? Defender a democracia é tentar fazer permanecer o conjunto de regras que se peleja para estabelecer desde 15 de novembro de 1889, COINCIDENTEMENTE, um ano e pouco após a abolição. 

Outra coisa que tem me deixado assustada, é a bestialização que a mídia tenta atribuir ao povo que neste momento defende a democracia, não o Lula. Ontem li uma matéria, cuja a chamada dizia "Se o Lula mandar, voto até em um cachorro. - Diz Militante Pró-Lula", isto é preocupante em tantos graus que nem sei por onde começar. A mídia está aí é para isto, meus caros, sejamos sensatos. É legal fazer piada com "Lula Ladrão Roubou meu coração", eu também faço, mas, precisamos embasar nossos argumentos para não parecermos uma manada de zumbis repetindo "Lula 2018".

Mandela e Lula em Moçambique - 2008

Por último, não menos importante se você chegou até aqui: é preciso parar de comparar a luta do Ex-Presidente Lula à dos líderes identitários como Martin Luther King, Mandela e Malcolm X. É preciso comparar o motivo da perseguição jurídica destas pessoas, Lula não está sendo perseguido porque defendeu o direito das pessoas de existirem pacificamente, não sejamos inocentes. Lula foi o "administrador" de um país, nesse período fez e desfez acordos e DE NENHUMA MANEIRA "só trabalhou pelos pobres", as indústrias, bancos e empresários deste país lucraram muito de 2003 a 2011. Acordos costurados não permanecem para sempre e do momento que não fica mais interessante para alguns, alianças costumam ser quebradas.

Reconheço todos os avanços deste país que saiu do mapa da fome (e Michel Temer já tratou de recolocá-lo), subimos a nossa linha da pobreza, avançamos tecnicamente, aumentamos a possibilidade de pessoas negras e indígenas nas universidades, Ciências sem fronteiras, diversas medidas que beneficiaram a população negra. E não foi porque o Lula tomou para si a luta da população negra, sim porque estas medidas eram necessárias para colocar o Brasil em patamar de país avançado. 

Entendam, a população negra representa mais da metade deste país e só se andaria para frente, colocando o país em situação mais importante no mundo, se essa população andasse. Não é à toa que a "fama" do Brasil só tem caído com os demais países considerados desenvolvidos, não é porque o Lula não é mais presidente, é porque o atual governo deixou de tomar medidas que faziam o país ANDAR PARA FRENTE. 
Perdemos direitos porque o país parou de andar, não porque estes direitos foram feitos especificamente para a população negra. Nos beneficiamos de medidas internacionalmente reconhecidas como positivas para EVOLUÇÃO GERAL. Aí, como estamos aqui dentro, andamos. O Brasil tomou medidas MÍNIMAS para ser considerado "politicamente civilizado", era o MÍNIMO que não tínhamos e foi com este MÍNIMO que fomos beneficiados. CONSEGUEM ENTENDER ISSO?
Número de Pessoas mortas por polícias no Brasil - 2001 - 2017 . FONTE: PORTAL G1

O estado continuou sendo agente de genocídio negro, e a intenção neste caso não é uma comparação com X ou Y partido, é para mostrar que: entre direita e esquerda continuamos sendo negros, continuamos morrendo.

Reconheçamos então todas as ações positivas pelo Ex-Presidente Lula, reconheçamos que é inadmissível o desrespeito a democracia. Reconheçamos também que é muito mais do que "Lula" ou "Petê". Sejamos maduros para não polarizar a política, mas, e PRINCIPALMENTE, vamos estudar para entender que cada caso é um caso, cada líder é um líder.

Você também pode gostar disso

0 comentários

Deixe aqui seu comentário, dica ou feedback!

FACEBOOK

RECEBA AS NOVIDADES POR E-MAIL